Significados de Tatuagens Maori

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.0/5 (3 votes cast)
Significado e Historia da Tatuagem Maori



A tatuagem no estilo maori tem amantes fiéis e a cada dia que passa encontra novos adeptos. O atrativo desse estilo de desenho é que, além de seus belos grafismos, há uma ampla simbologia, que reflete aspectos de um povo de cultura singular, por trás de cada arte.

Maori é mais que um estilo de tatuagem propriamente dito. É a demonstração de força, luta, coragem e cultura deste povo nativo da Nova Zelândia .

Maori

Os maori são uma das tribos nativas da Oceania e um dos últimos povos a serem descobertos pelos colonizadores, devido ao isolamento desse continente. São conhecidos como guerreiros – morrer em batalha era uma honra para um maori! Outra questão importante na cultura desse povo é o respeito pelos mais velhos. Eles são os sábios, chefes, conselheiros e guias espirituais que garantem a sobrevivência de um bem muito precioso para a tribo: seus mitos e tradições. É dever dos mais velhos garantir que as novas gerações conheçam e respeitem as crenças maori, que garantam que estas sejam seguidas no dia a dia, e que, assim, a união do grupo seja mantida.

Arte e crençaAmpliar Foto

A arte maori é muito rica e se expressa de várias formas, como, por exemplo, em tecelagem, escultura, na dança e em tatuagens, refletindo o que é importante para a tribo, principalmente seus mitos e crenças.

Os artefatos vão de mantos a armas, artigos domésticos, decorativos, representavam status social, eram instrumentos de guerra ou serviam para fins religiosos. Serviam de suporte para atos grandiosos como reuniões, rituais, guerras e para ao dia a dia, como para espantar maus espíritos, por exemplo.

A crença maori é animista, ou seja, acreditam que todas as formas de vida possuem anima ou, como diríamos hoje, consciência ou alma. Com base nessa crença, o sistema religioso maori é holístico e a natureza é companheira do homem.

Os diversos ritos e cultos servem como mantenedores da ordem social e fornecem sentido e estrutura para a vida e a sobrevivência da tribo.

Entre alguns símbolos sagrados maori, que podem ser vistos no artesanato e

também nas tatuagens, estão:

Círculos em Aspirais: São os círculos de vida que inclui o percurso da vida em curso, sem começo e sem fim pode representar o passado e presente também quando colocado de forma a reverenciar os antepassados.

Rabo de Baleia: Outro símbolo de proteção, força, sensibilidade. Demonstra empatia para questões conservadoras.

Anzol ou Hei Matau: Proteção,  Abundância, Prosperidade onde estiver necessidades não terá.

Mascaras ou Tiki: Os Tikis possuem uma diferença entre um e outro e tem a seguinte variação:

Tiki-tohua, Deus criador das Aves.

Tiki-kapakapa, Deus progenitor dos peixes e de um pássaro, o Tui.

Tiki-auaha, Deus dos Homens.

Tiki-whakaeaea, ou Deus dos alimentos plantados colhidos na terra.

Gecko ou Lagarto: são seres cultuados pelos Maoris, quando os Maoris não tinham contato com o Homem moderno, não tinham relação com outras pessoas se não as que habitavam o seu território, não sofriam de moléstias transmissíveis, a não ser as transmitidas por insetos, desta maneira os Maoris criavam em suas casas diversos lagartos que se alimentavam de insetos e desta maneira conseguiam reduzir a população destes insetos que os infectavam, por sua facilidade de procriação eram tidos como símbolo de fertilidade também. O Geckos eram considerados também como seres que tinham a capacidade de inspecionar o futuro e nos proteger no presente.

Tohunga: Tatuador pessoa com perícia em executar as tatuagens, pessoa qualificada, tida como expert, sacerdote, uma pessoa escolhida para atuar na tribo como um líder em um campo particular devido à seu talento e vocação específica na arte, atuavam como padres eram conhecidos como “Tohunga Ahurewa”. Eles também davam conselhos sobre as atividades econômicas, eram especialistas em afastar ou evocar os feitiços do mau. Enfim eram pessoas importantes dentro das tribos, respeitados e com poder sobre o destino das pessoas, esse ultimo não mudou muito até hoje “Poder sobre o Destino” pois se você escolher um tatuador que faça uma merda em você, seu destino terá a marca desse Tohunga para eternidade.

Moko: Maori Tatuagem sobre o rosto , eram feitas em pessoas de alto grau dentro do clã, determinava a condição que o individuo ocupava, sua origem, sua familia, e seu status para os demais povos funcionava como uma assinatura.

Kiri ou Kirituhi: Tatuagem não relacionada com a cultura Maori tatuagens sem significados sem aspectos culturais relacionadosem 90% das tatuagens que são feitas sem o conhecimento sobre o significado e na criação do desenho são chamadas pelos Nativos de “KIRI” são lindas e maravilhosas mas não tem ligação alguma com a cultura Maori.

Ponta de Seta: As pontas de seta são as armas dos guerreiros serviam para mostrar que aquele individuo era um guerreiro, pois o clã se dividia em grupos, guerreiros, pescadores, agricultores e outros mais.

Tiki Mana: Tiki é um Deus, que na maioria das vezes é retratado com os olhos fechados lábios proeminentes e imagem serena são os protetores da familia, do ser como um todo nos guiam e nos protegem no cotidiano.

Conchas: Conchas representam a riqueza da cultura polinésia, muito provavelmente porque foram utilizadas como um tipo de moeda.

Dentes de Tubarões: “Dentes”: proteção contra o inimigo, modo de expressar ferocidade tipo “Não Mexam comigo”.

Tubarões:
 “Por inteiro, Corpo” Tubarões eram animais sagrados. Poderosos, Respeitados  e eram usadas como uma forma de proteção contra o inimigo representa também adaptabilidade ou seja “Onde estiver não serei a presa e sim o predador” pelo fato do Tubarãop estar no topo da cadeia alimentar, por serem agíeis e exigmios caçadores.
Ampliar Foto
Tartarugas:
 Tartarugas simbolizavam familia e um apelo a vida longa serenidade e longevidade e resistência.

Mango Pare: Cabeça de Tubarão padrão, usado para expressar a força, determinação e espírito guerreiro.

Koru: Koru ou broto de samambaia, são representados em forma de aspiral, em formato fetal, eles representam o começo de tudo, o inicio de uma nova vida ou de uma nova faze, eles são reverenciados por serem plantas que crescem no menor espaço possível entre as bifurcações de galhos com pouquíssimo suprimento para subsistir, eram uma metáfora para vida, pois conseguiam alcançar mais de 10 metros de comprimento ocupando um espaço mínimo

Ngaru: Uma espécie de ondas, muito utilizadas nas composições de desenhos Maori, Ngaru são as imagens formadas pela água quando as canoas estavam em movimento, são um tipo de rastro que se formavam sempre da mesma maneira, assim sendo passara a ter a conotação de continuidade, permanência ou seja quem as possuía queria transparecer a imagem de pessoa imutável, constante, centrada de palavra.

Manaia: Uma espécime de Homem, Pássaro e Peixe, representam os três elementos que os Maoris tanto cultuavam e tinha uma grande importância em suas vidas, essa figura mista é enfatizada por um braço com três dedos onde muitas vezes eram representados somente por esses 3 dedos, são considerados anjos guardiões, nos guardam contra os males vindos do Ar, Terra e Água, nos guardam na contemporaneidade sobre os males da natureza, contra acidentes ou atentados.

Hei Matau: Hei Matau ou anzol são símbolos de abundância, já que esse artefato garantiam a farta alimentação para eles, quem possuía um Hei Matau conseguiria sobreviver em qualquer local.

Ver Foto

Sol: O sol representa alegria, felicidade e prosperidade, eram vastamente utilizado nas confecções dos desenhos e dificilmente ficavam de fora, sem falar no aspecto estético que é de grande apelo.

Vento: O vento serviam para mostrar que as dificuldades eram superadas vindas de qualquer local, o vento eram tatuados em forma de traços que se encontravam mostrando  que essas dificuldades vinha de todas as forma e sentidos e por eles eram superados, acredita-se que essa relação era devido a diversos furacões que esses povos sofreram ao longo se sua vida, era um símbolo de superação.

Folhas de Sambais Abertas Adultas: As folhas abertas da samambaia são usadas na tatuagem como um símbolo para quem as possua não se perca nos caminhos da vida, algo como “Livrai-nos das tentações” pelo fato dessas folhas serem usadas para demarcar um caminho de volta quando eles saiam pelas matas, elas eram espetadas de cabeça para baixo e pela baixa luminosidade do mata suas folhas em contato com a pouca luminosidade ainda mais com luminosidade do Luar possuíam um brilho prateado e mostravam o caminho a seguir no retorno de onde vieram.

 

Tatuagem

Toda a ligação entre crença e arte se reflete na tatuagem maori. Esse povo é considerado o precursor dessa forma de arte, que nessa tribo era feita especialmente pelos tohunga, com ossos e objetos cortantes para a aplicação da tinta.

Na cultura maori, tohunga é um especialista de qualquer habilidade ou arte, seja religiosa ou não. Isso inclui especialistas sacerdotes, curandeiros, navegadores, escultores, construtores, professores e conselheiros. As tatuagens eram como remédios prescritos pelos doutores tohunga para a cura dos males – neste caso, a cura do espírito e da alma. Os desenhos tinham o poder de curar e de prevenir, de proteger, afastar, atrair, reverenciar, saudar e de lembrar; eram o amuleto de sorte das muitas batalhas de um povo genuinamente guerreiro. Na tatuagem é que podemos conotar a forma mais expressiva de magia utilizada pelos maoris.

Esse tipo de “tatuagem” também era usada como forma de “aperfeiçoar o corpo” e deixá-lo mais bonito. Tatuar diferentes regiões do corpo com símbolos deste povo, por exemplo, poderia transmitir a intenção de melhorá-lo e torná-lo mais sensual; tatuagens na cabeça, parte mais sagrada do corpo, podem representar a vontade de afirmar quem a pessoa realmente é – é quase uma declaração sobre sua vida. E essa pode ser considerada a principal ideia por trás das tatuagens maori – a representação da vida do tatuado. Os desenhos contam a história da vida pessoal, revelam o status, os desejos e eventos que se deram com o membro da tribo. Por exemplo, grandes chefes maoris têm o rosto inteiramente tatuado, e, quanto mais tatuagens, maior o prestígio daquele membro na tribo, devido a todos os seus feitos e toda a sua importância naquele lguar.

Em tradução livre, um relato do capitão James Cook, um dos responsáveis pela colonização daquele território, a respeito das tatuagem maori:

“As marcas, em geral, são espirais desenhadas com grande minúcia e até elegância. Os lados correspondem um ao outro. As marcas no corpo lembram folhagens em ornamentos antigos, [...] mas nestes trabalhos há tamanho luxo nas formas que, de centenas de desenhos aparentemente iguais à primeira vista, um exame de perto explicita que não há produções iguais.”

Mas com isso vem um fato curioso: como os maoris tatuavam seus rostos por diversos motivos pessoais e familiares, eles guardavam as cabeças – parte mais importante do corpo – de seus inimigos em urnas sagradas como troféu. Interessados na “iguaria”, os colonizadores, no século XIX, começaram a trocar esses artigos por dinheiro e armas de fogo. Isso instigou o início de uma guerra entre os maoris, que passaram a buscar cabeças para trocá-las por suprimentos.

Em 1831, essa prática foi proibida, e missionários que chegaram à ilha quase dizimaram a cultura local. Assim como ocorreu com nativos de outras regiões, os maoris tiveram incontáveis perdas devido ao processo de colonização. Atualmente, sua população beira as 700 mil pessoas (a população da Nova Zelândia é de quase cinco milhões); este número tem crescido em aproximadamente 10 mil por ano.

Mas os colonizadores não conseguiram destruir uma cultura com raízes tão profundas, que ao invés de ter sido dizimada, é muito valorizada nos dias atuais, não só pelas suas manifestações, mas também pela forma de interação entre o homem e a natureza.

E as tatuagens são muito importantes nesse aspecto: as tatuagens maori são um marco na história dessa forma de arte e, além da beleza de seus desenhos, eles revelam uma simbologia impressionante de uma cultura rica e complexa. Elas vão além da manifestação artística, representando plenamente uma manifestação humana e cultural. São, literalmente, a vida à flor da pele.

Ver Aqui Tatuagens Maori
Fonte: tatuagem.com.br

Significados de Tatuagens Maori, 4.0 out of 5 based on 3 ratings

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>